Cheila Vieira: “Será uma experiência única”

  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Cheila Vieira, que partilha o dueto técnico e livre com Maria Beatriz Gonçalves no Campeonato do Mundo, afirma, ao Chlorus, que “será uma experiência única e um sentimento de orgulho inexplicável” estar em Budapeste.

“Espero igualar ou superar em ambos os duetos a prestação no Open de Espanha, dado que em Las Palmas conseguimos o nosso objetivo de atingir os 70 pontos, o que nos deu ainda mais ânimo e força para o Mundial”, referiu a atleta da Seleção Nacional que representa a Gesloures.

A prova de dueto técnico está agendada para sábado, a partir das 15h00 (hora portuguesa). Em competição estarão 40 duetos. Portugal é o nono par a entrar em ação.

“Temos noção de que vai ser ainda mais difícil do que em Espanha ultrapassar a barreira dos 70 pontos, mas estamos a trabalhar imenso para que seja mais uma vitória para Portugal”, sublinhou.

A atleta portuguesa, de 18 anos, considera que o Europeu de Londres, em 2016, “foi um local de novas experiências, aprendizagem e de orgulho por representar o país numa grande competição” e está convicta que no Mundial de Budapeste irá “aprender ainda mais e que será uma experiência única e um sentimento de orgulho inexplicável”.

Já no dueto livre, prova que se realiza no dia 18 de julho, a partir das 18h00 (hora portuguesa), o par português é o 14.º a exibir-se. Estarão em competição 43 duetos.

Bárbara Costa (Gesloures) é a suplente do dueto português.

Comentários