Ex-guarda-redes de polo aquático distinguida pelo Comité Olímpico de Portugal

  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

O Comité Olímpico de Portugal (COP) assinalou esta quinta-feira, em Lisboa, o Dia Internacional da Mulher, numa cerimónia em que distinguiu cinco mulheres com posições de relevo no domínio da investigação em Ciências do Desporto, entre as quais Luísa Soares Miranda, ex-guarda-redes de polo aquático do Gondomar Cultural e ex-treinadora dos escalões de formação do CDUP.

Luísa Soares Miranda é doutorada em Atividade Física pela Faculdade de Desporto da Universidade do Porto, pós-doutorada na área do Cancro e Atividade Física pela Universidade do Porto, mestre em Medicina pelo Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar da Universidade do Porto, médica interna no Hospital Pedro Hispano e investigadora do Centro de Investigação em Atividade Física, Saúde e Lazer “CIAFEL”.

“É o reconhecimento de anos de dedicação à ciência, algo que gosto muito de fazer”, afirmou a investigadora, em declarações ao site do COP.

José Manuel Constantino, presidente do COP, destacou o conjunto de cientistas distinguidas por darem “confiança e esperança no futuro”.

O secretário de Estado da Juventude e Desporto, João Paulo Rebelo, sublinhou que a distinção “só é possível porque foi traçado um caminho rumo à igualdade.”

Carla Gil Ribeiro, vogal da Comissão Executiva do COP, sublinhou que a cerimónia teve “a intenção de chamar a atenção para paridade”, referindo que, “infelizmente, ainda é preciso celebrar” o Dia Internacional da Mulher.

Créditos da foto: Comité Olímpico de Portugal

Comentários