Presidente da ADADA Porto demite-se e revela razões

  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Fernando Eusébio, presidente da Associação de Desporto Adaptado do Porto (ADADA – Porto), apresentou na segunda-feira a demissão do cargo, anunciou o próprio na sua página do Facebook.

“Com um sentimento de enorme orgulho por todos os objetivos alcançados, apresentei ontem à sr.ª presidente da Mesa da Assembleia Geral da ADADA PORTO o meu pedido de demissão do cargo de Presidente da Direção. Foi uma honra liderar o projeto durante quase quatro anos, ajudá-lo a crescer, ganhar credibilidade e o respeito de quem está ligado, de boa-fé, ao desporto e nomeadamente à natação adaptada”, escreveu Fernando Eusébio, líder de um dos principais clubes portugueses de natação adaptada.

“Com um trabalho sério e transparente, conquistámos o reconhecimento dos nossos parceiros e patrocinadores, assim como da autarquia, que nos apoiou desde sempre. Aqui deixo, a todos sem exceção, o meu agradecimento pelo relacionamento franco e cordial que sempre tivemos. Considero que a dimensão que a ADADA PORTO atingiu requer a dedicação exclusiva de quem a dirige, condição que não posso satisfazer devido à minha atividade profissional”, referiu.

“Por outro lado, o desgaste pelo volume de trabalho que este tipo de função implica e o desapontamento por ser um alvo cómodo para quem encontra na crítica gratuita a sua forma preferida de expressão foram fatores igualmente decisivos”, frisou Fernando Eusébio.

“Encerro a minha missão com a tranquilidade de quem defendeu sempre com dedicação, lealdade e isenção os interesses da associação, dos seus técnicos e atletas, mesmo quando obrigado a tomar decisões incómodas. Deixo ainda, e principalmente, uma palavra de carinho a todos os atletas, agradecendo-lhes os momentos fantásticos que vivemos juntos. Demonstraram-me sempre a sua amizade e respeito e espero ter conseguido fazê-lo de igual forma. Estou certo que continuarão a ter muitas alegrias e que a ADADA PORTO seguirá o seu caminho de sucesso. Acabo salientando o prazer que foi trabalhar com o Prof. Pedro Lima, uma pessoa positiva, que olha para a frente e com quem já quase me entendia por telepatia. Serei, de hoje em diante, apenas um adepto da ADADA PORTO. Mas um dos bons!”, finalizou o ex-presidente.

Créditos da foto: Fernando Eusébio Facebook

Comentários