Vânia Neves vai “tentar fazer a melhor classificação possível”

  •  
  •  
  •  
  •   
  •  

Vânia Neves é uma das duas nadadoras que vai representar Portugal no Campeonato do Mundo de águas Abertas em Budapeste, entre 15 e 21 de julho. Apesar de não ter objetivos concretos de pontuação, a atleta vai “tentar fazer a melhor classificação possível”, neste que é o seu primeiro mundial.

A nadadora do Fluvial Portuense admite estar em boa forma e disse ao Chlorus que está pronta para competir.

“Neste momento estou-me a sentir muito bem. Já em Setúbal me estava a sentir muito bem. Os estágios que fizemos este ano, quer em altitude, quer cá ao longo da época, têm ajudado imenso e estou a sentir-me bem mais forte que no ano passado”, afirmou ao Chlorus.

Para a nadadora de águas abertas, a questão do cansaço não se coloca, pelo menos para já. “Acredito que provavelmente nos Nacionais iremos sentir o cansaço, mas agora no Mundial não parece que isso vá acontecer porque a época foi toda focada nesta prova”, frisa.

A nível de treino, este tem sido um ano relativamente calmo. A preparação intensificou-se à medida que as provas se vão aproximando, com as atletas a fazerem treinos “mais específicos”.

Os estágios de preparação realizados na Serra Nevada e em Rio Maior “correram muito bem” e ajudaram a internacional portuguesa a melhorar alguns aspetos menos positivos, como as “variações de velocidade”.

A atleta olímpica considera que, tendo em conta a realidade portuguesa, as medalhas são uma realidade difícil. Ainda assim, a juventude e motivação do grupo, bem como os vários recordes nacionais alcançados ao longo do ano, são um bom indicador de que este vai ser “um bom fecho de época para toda a gente”.

Vânia Neves vai participar na prova de 10km, agendada para sábado, às 09h00 (hora portuguesa) e no dia 19 na distância de 5km, prova que tem início à mesma hora.

Comentários